Arquivo da categoria: ISA-Instituto Socioambiental

Produção agrícola em terras indígenas!

Depois de retirar a função de demarcação e delimitação de terras indígenas da Fundação Nacional do Índio (Funai), a equipe de governo do presidente Jair Bolsonaro prepara uma nova regulamentação para liberar a exploração de terras indígenas pelo agronegócio. O objetivo é … Continuar lendo

Publicado em Agricultura brasileira, Amazônia Brasileira, Anedotário Político Nacional, Aparato indigenista, Atividades Econômicas em Áreas Indígenas, Avalanche de Reivindicações e Demarcações de Terras Indígenas, Cenário Político Nacional, CIMI & demais Conselhos Indígenas, CIMI- Conselho Indigenista Missionário, CMI- Conselho Mundial de Igrejas, Conflito Fundiário, Conflito Indígena, Conselho Pastoral da Terra, CPIs do Indigenismo, CTI- Centro de Trabalho Indigenista, Decisões da Justiça Federal, Demarcação de terras indígenas, Denúncia Fraude Processo Demarcatório, Desafios do Governo Bolsonaro, Eleições 2018, Etnoturismo, FUNAI, Impactos das Demarcações em Obras, ISA-Instituto Socioambiental, Jair Bolsonaro, Legislação Internacional, Lideranças Indígenas, Mineração em Terras Indígenas, ministério da justiça, Parques e Áreas de Conservação, PECs Indígenas no Congress, Política Indigenista, Políticas Indigenistas Inovadoras, Povos Indígenas, Projetos de Desenvolvimento para o Brasil, Sem categoria, Supremo Tribunal Federal, Terras Indígenas | Deixe um comentário

MPF/PA quer pressa na legitimação das iniciativas fraudulentas fruto da engenharia social questionável.

Renovando seu compromisso com o movimento etnogênico na calha do Tapajós e Arapiuns, MPF/PA pede pressa para legitimar as iniciativas demarcatória fraudulentas no oeste do PA, fruto da engenharia social condenável, altamente questionável e questionada pela maioria da população regional. Continuar lendo

Publicado em ISA-Instituto Socioambiental, Manipulação Identitária | Marcado com , , , , , , , | Deixe um comentário

“Não ter nenhum índio numa área não afasta a possibilidade de ali ser uma terra indígena” ou a infinitas possibilidades demarcatórias.

“Não ter nenhum índio numa área não afasta a possibilidade de ali ser uma terra indígena” ou a infinitas possibilidades demarcatórias. Continuar lendo

Publicado em ABA- Associação Brasileira de Antropologia, ANAÌ- Associação Nacional de Ação Indigenista, Aparato indigenista, CIMI- Conselho Indigenista Missionário, CTI- Centro de Trabalho Indigenista, Hidrovia Araguaia-Tocantins, ISA-Instituto Socioambiental, Projetos de Desenvolvimento para o Brasil, Sem categoria, Usina Hidrelétrica de Belo Monte, Usina Hidrelétrica de Girau, Usina Hidrelétrica do Madeira | Deixe um comentário